Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto





"ESCRAVO CORAÇÃO"



Embriagado, eu não sabia o que fazia,
pois o amor embriaga as pessoas;
e eu estava embriagado de amor...
como um bêbado, pode atinar as coisas?
Embriagado de amor, eu fiz de ti...
minha rainha; embora nada eu tinha
mas quem tem amor, é rei.
Eu só tinha um coração, e um cérebro;
ébrio de paixão; alvejado pela flecha
de um cupido, que depois de atingido...
eu perdi toda a razão, o meu amor próprio
foi transferido pra ti, agora sozinho aqui...
eu recordo esta paixão, ilusão, desilusão, 
ou simplesmente fracasso; que corrompido
este laço, trouxe ao meu ser a razão...
razão tardia, recheada de agonia;
de antes, de ontem, de outrora
ou da poesia merencória, ou do amor...
sem limites, aquele amor, que tem que
haver reciprocidade, amor verdade...
um verdadeiro amor.
Um coração trancafiado na senzala...
na senzala do amor, cujo senhor;
é a paixão, e paixão também é amor.




Antonio Hugo
Enviado por Antonio Hugo em 08/07/2006
Código do texto: T190268
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Antonio Hugo/ site: www.antoniohugo.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Antonio Hugo
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 59 anos
3870 textos (257150 leituras)
185 áudios (36329 audições)
9 e-livros (7402 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 16:29)
Antonio Hugo

Site do Escritor