Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Teu poema do dia Doze

É tão alto o meu sonho
Tão grande quanto minha imensa vontade
De não metrificar esta poesia
Este poemeto
E fazê-lo perfeito, não 6tenho a menor vontade.
Poesia perfeita não é feita
É vivida.

Encontro-me em quadros tão risonho
Com todos os nossos momentos de alegria
Ou te conto em teu leito
Para as estrelas que tu aceita
Com presente de minha alma
Inteiramente renascida.

Vago na neblina em cena, tão tristonho
Como tusso metade do meu tempo neste dia
Aí, às seis eu me deito
E a cama continua desfeita
Minha vida.

Ouço-te cantar hoje? O que há tempos te proponho
Das minhas tardes sempre vazias
Como nos meus textos mal-feitos
Que o tempo ajeita
De novo repetida.
Andrié Silva
Enviado por Andrié Silva em 09/07/2006
Código do texto: T190431

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Andrié Keller ( baadermeinhofblues@hotmail.com ) Brasil - http://www.recantodasletras.com.br/autores/andrie). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Andrié Silva
Salvador - Bahia - Brasil, 27 anos
912 textos (98453 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 01:07)
Andrié Silva