Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Uma rosa:


Uma rosa ganhei
Era branca e formosa
Num vaso de cristal
Eu coloquei minha rosa

Água nova todo dia
Para ela eu colocava
Mantendo-a sempre viva
No meu coração já morava

Mas um dia, alguém.
A minha rosa roubara
Toda a minha esperança
O maldito ladrão levara

Meu velho vaso de cristal
Também me abandonava
Sem querer o derrubei
Contra o chão se quebrava

Meu coração sofrido
Minha alma triste chorava
Pelas ruas da cidade
Minha rosa eu procurava

Sem conseguir meu intento
Pra casa eu sempre voltava
Levando na alma a dor
E um coração que chorava

A falta da rosa querida
A rosa que eu tanto amava.
Mas o malvado ladrão
Da minha vida afastava.

Volnei Rijo Braga

Pelotas: 08/07/06







Volnei Rijo Braga
Enviado por Volnei Rijo Braga em 09/07/2006
Código do texto: T190445
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Volnei Rijo Braga
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil, 69 anos
2314 textos (147457 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 18:16)
Volnei Rijo Braga