Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DIO COMO TI AMO

Em meus devaneios,
És o ser que procuro
Em falsos momentos coloridos
E a realidade transfigura
em tormentos doridos.
Penso que existo sem ti
Mentira desacertada
Por mais que eu tente fingir
Tua ausência deixa-me alucinada
Teu amor, em mim fez morada
Nasceu numa cândida madrugada
Infiltrou-se em minha vida
Deixando-me sem guarida
Espero uma resposta
Seja ela qualquer for
Seja de paz...Seja de dor
Adormecida!
Entorpecida por sentimentos
Indeléveis em mim
Pensei ser tu
Vivi na tua poesia
Mergulhei na tua magia
Quase sufoquei
Deixei-me levar pelas aparências
Esquecendo as minhas essências
Vestida de corpo sem alma
Realizei teus encantos
Reduzi-me a prantos
Rompeste minhas vestes carnais
Eu te amo com uma força incontida
Que chega, arromba, avassala
É tanto amor, que meu peito chega a doer
Sou corpo e tu minha alma,
Tu és matéria e eu tua essência
Cumplicidade eterna na efemeridade
De um sentimento que pode acabar
Mas enquanto perdurar
Será doce, muito doce vivenciar!




Denise Severgnini
Enviado por Denise Severgnini em 09/07/2006
Código do texto: T190817

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, desde que seja dado crédito ao autor original (Denise de Souza Severgnini http://www.denisesevergnini.recantodasletras.com.br) e as obras derivadas sejam compartilhadas pela mesma licença. Você não pode fazer uso comercial desta obra.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Denise Severgnini
Novo Hamburgo - Rio Grande do Sul - Brasil, 57 anos
11345 textos (916762 leituras)
16 áudios (8882 audições)
311 e-livros (34110 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 21:18)
Denise Severgnini