Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0744 - Esperando a felicidade




Não era apenas uma frase feita,
uma silaba, uma virgula,
gritei palavras que jamais soube o significado,
falei sobre o infinito e como sobreviver à solidão.


Escrevi meus desejos nas madrugadas vazias,
fiz juras secretas aos deuses que não conheço,
sonhei com castelos que jamais gostei,
senti o calor da mulher que um dia vai ser amante.


E as luzes acenderam dentro do corpo,
desejei o êxtase, um corpo de mulher sob o meu,
frases simples sussurradas no ouvido,
um conto de amor fazendo valer o desejo desta noite.


Não tenho nada escrito no verso do coração,
os desejos ficaram expostos sobre a pele,
as palavras não devem ser ensaiadas,
como os beijos somente serem desejados.


Voltei um a um meus dias que não sonhei,
como se fossem esculpidos nas noites de amor,
como a luz que ficou gravada nos olhos,
ou à vela em cima da mesa de jantar.
 

Não tenho palavras que descrevem meus amanhãs,
preciso me embriagar de hojes,
dizer das paixões que sonhei antes de dormir,
dos encontros que marquei com a felicidade.


Guardei meu corpo dos falsos reais,
todas as marcas ainda estão visíveis,
a alma falou de amor, o corpo pediu paixão,
talvez até parecer belo, um simples desejo de prazer.


Marquei um encontro com meu destino,
ali, logo após saber do amor que me prometeram,
aqui em meus pensamentos sonho felicidade,
até um dia que meu hoje seja para sempre.


10/07/2006

Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 10/07/2006
Código do texto: T191163
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116250 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 16:20)
Caio Lucas