Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0747 - Amor ausente, presente!




Preciso do sonho sonhado, dividido,
como o beijo na ponta da língua,
o amor trocado no portão semi-aberto,
a vergonha de pedir o amor e amar.


Sou amante ansioso, nos gestos, nos toques,
uma história de amor é um dia no seu corpo,
uma noite que nem a lua vem,
apenas o desejo nos enrola em lençóis.


Poderia ser pastor da nossa paixão,
tanger suas mãos por caminhos do meu corpo,
arder a cada toque com a boca,
sugar o gosto úmido que escorre entre as peles.


Deixa o sorriso antes dos dentes lambuzados,
como o beijo que deixo em seus seios,
com o fogo, onde somos instrumentos de prazer
ou a voz macia que meus ouvidos capta antes do gozo.


Não quero o alivio do pós-encontro,
tenho olhos aguçados no seu amanhã de amor,
minha alma arde solitária,
não sou ausente, não sou presente, apenas amo.


11/07/2006
Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 11/07/2006
Código do texto: T191828
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116251 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 08:18)
Caio Lucas