Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

EXAURIDAS FANTASIAS

Depois de ter procurado tanto,

de varar noites sem fim,

de me dobrar ao cansaço,

a esperança morre em mim.



A confiança era tanta,

que não liguei pra nada,

e agora, parece que meus desejos

jazem lânguidos pela estrada.



Arrefece meu coração,

talvez por essa razão,

quase não consigo contemplar

o brilho que iluminou nossa estrada,

por tão longo tempo.



Eu acho que a dor de nada

ter encontrado, feriu

uma vontade de amar existente

em um universo todo meu.

Experimentei também uma inconstância,

e o que era uma quimera imperiosa,

reduziu-se em fantasia pura

de um coração.

e

Pretendo recolher o que se encontra

à deriva e dispersa na imensidão

da vida, a mesma que

realçou tudo o que ansiava...


































Wil
Enviado por Wil em 11/07/2006
Código do texto: T191976
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Wil
São Paulo - São Paulo - Brasil, 81 anos
2623 textos (84622 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 16:35)
Wil