Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A MENINA DA MINHA PAIXÃO.... AH!

FUMAÇA!

Da droga que alucina;
Do escapamento do caminhão,
Que assassina;
Das chaminés das fábricas, que
Aniquilam o Ser antes de nascer;
Da irresponsabilidade dos cigarros,
Que se fuma sem querer.

A fumaça da paixão, que turva o Pensamento,
concentra e desconcentra, perturba e acalenta...

A ilusão é bela, só me basta fechar os olhos...
A porta se abre,
A sua nudez me encontra,
No vapor do chuveiro,
Nem sei por que tanta surpresa?...
Pois, me tens diante de ti,
E é teu olhar quem me desnuda,
perscruta-me os segredos
investiga-me a alma...

Teu olhar demonstrava,
Antes da porta se abrir
Afirmava, garantia...
Despia-me toda
Descobria os meus segredos,
Deitava ao chão os meus véus...”·”.

Ao abrir-se da porta...,
Só existia a fumaça entre mim e você...
Nua.

Não a nudez que incomoda,
que amedronta, que expõe...
Mas uma nudez tranqüila,
um estar à vontade,
um estar leve.

Os véus são agora inúteis.
Não há nada a cobrir...
Há uma alma despida.
Ao mesmo tempo vestida,
Protegida pela fumaça, do chuveiro saída.

Eu via e não enxergava, e no momento de agonia,
abria os olhos e lá se ia a esperança,
bailando na fumaça e esvaído eu caia
da ilusão da minha vida.

Ah! como é bom cavalgar a ilusão.
É ilusão, não é?
Ou será o caminho para o "colo de Deus" ???
RAYSAN DE SOUZA
Enviado por RAYSAN DE SOUZA em 11/07/2006
Reeditado em 01/11/2014
Código do texto: T192010
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
RAYSAN DE SOUZA
São Paulo - São Paulo - Brasil
235 textos (45010 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 20:56)
RAYSAN DE SOUZA