Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Estranho seria se desse certo o amor

Estranho seria se desse certo o amor
Estranho seria se a dor não doesse no peito
Se esse canto, esse pranto, essa dor...
...não o partisse inteiro...jaz agora no leito!

Ah, vida, quem me fez assim?
Por Amor condenada... triste destino!
Que maldição foi esta que se pôs a mim?
Acaso não podeis mais tu fugir do tino?

Ah, coração, não te partas dessa forma
Que na vida, nenhuma alma te amou
Não tarde...deixe a vida sem mais demora
Que na tristeza, nada mais de bom restou!

Sangra, grita, chora, morre...maldito sejas
Renegado por Amor tu foste ao nascer
E todo esse anseio, essa paixão que tu almejas
Não viverás! Teu destino é para sempre padecer!

Estranho seria se desse certo o amor
Que no peito, miserável, daninha surgiu
E hoje canto meu lamento... a morte, a dor...
Do meu coração que mais uma vez se partiu!

dhália
Enviado por dhália em 12/07/2006
Código do texto: T192234
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
dhália
Salvador - Bahia - Brasil
238 textos (5113 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 02:45)
dhália