Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0748 - Planeta terra




Sou um espaço aberto,
no meio uma arvore ereta,
um desejo desliza tronco abaixo
e escorre até o útero da terra.


Sou um espaço aberto
no meio uma arvore ereta,
ejaculando sementes
tentando germinar um futuro.


Somos dois espaços abertos,
duas arvores, uma ereta,
outra semeia vida ao redor,
enquanto a seiva alimenta o feto.


Somos um mundo aberto,
uma floresta de arvores eretas,
as sementes voam íntegras,
os genes se multiplicam em mil.


Somos um espaço vazio,
nenhuma arvore ereta,
nenhuma sombra sobre a terra,
salvo, a serra afiada da morte.


12/07/2006
Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 12/07/2006
Código do texto: T192582
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116253 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 12:29)
Caio Lucas