Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Saco cheio


 
 
Estou de saco cheio de covardes,
medíocres,
homens sem valores, sem ideais,
gente que mente, cara de pau,
saco cheio de fazer de conta
que o medo de todo mundo é coisa natural.
 
 
Estou de saco cheio,
do conformismo barato apodrecendo tantas vidas,
das mentiras e trapaças escorrendo entre dentes
do sabor estragado que tem a apatia,
das idas e vindas de lugar nenhum,
dos escrotos que aparecem em forma de gente.
 
 
Estou de saco cheio,
dos sapos, não engulo mais,
do ridículo da hipocrisia,
da soberba investida,
da total anomalia que assola a sociedade,
da covardia que rege as almas sem paz.
 
 
Estou de saco cheio, por isso grito, dou meu basta,
exploda o mundo onde a verdade é açoitada
e lá no fim, onde a curva leva a estrada,
detono em glória sutil minha granada, final de cena!
Bato a porta às minhas costas
e sigo o curso do sol que a vida traçou.
 
 
23/06/2006

Aisha
Enviado por Aisha em 13/07/2006
Código do texto: T193258
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Aisha
Jundiaí - São Paulo - Brasil, 50 anos
791 textos (35176 leituras)
1 e-livros (57 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 20:48)
Aisha