Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0752 - Negue




Apague a última luz, feche os olhos,
vem comigo, solte-se,
deixa que lhe dê asas, força,
quero que siga para aquela estrela maior, vem!


Se sentir frio, levo comigo um pedaço de paixão,
se sentir só, recosto seu corpo ao meu, bem junto,
se achar que perdemos tempo, te mostro o passado,
se sentir cansada, deito sua cabeça em meu ombro.
 
 
Não deixe que lhe arranquem o amor,
estarei contigo, caminhando junto, lado a lado,
não te obrigarei a me amar,
mas não proíba que meu amor cresça.
 

Quero e preciso ser a razão, não qualquer uma,
mostro meu coração a cada beijo,
o carinho em cada palavra que ouvir,
quero ficar, mesmo que nada sinta, eu amo.
       

Por minha vida, poderia jurar que ama,
seu amor é seguro, forte,
não quero um amor obrigado, confesso,
sinta-se forte e só depois diz que ama.


Quantas vezes sonha que fazemos amor,
mas nada é lhe dado de presente,
é apenas um sentimento que brota do desejo,
sem nenhuma voz que sopra aos ouvidos do amante.


Se quiser acenda a luz, solte as asas,
diz que não quer voar, precisa de terra firme,
obriga-me a ir sem olhar para trás
e depois de tudo, negue que te amei.


14/07/2006

Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 14/07/2006
Código do texto: T193782
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116250 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 00:12)
Caio Lucas