Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Pudera eu ser poeta...



Pudera eu, ser poeta,

E colheria as estrelas do céu para te dar!

Em cada estrela cintilante,

Colocaria a cauda de um cometa!

Pudera eu ser, poeta,

Juntaria todas as estrelas e cometas,

Num molhe delicado,

Colocaria em teu regaço,

Num doce e terno abraço!



Pudera eu ser poeta,

Sorveria cada gota de orvalho,

na névoa da manhã,

E sua cristalina textura

em teus labios madrigais,

depositaria,

num beijo com docura

e com sabor de Romã!



Pudera eu ser poeta,

e traria magia nas tuas noites de medo,

mandaria todos os fantasmas embora,

Para o degredo!


Pudera eu ser poeta,

e não haveria rimas que nos prendessem

nem beijos que não se dessem,

nem amor que não se sentisse!!

Pudera eu ser poeta, e seria a tua Musa, Lusa!

Seria tua sereia, em mares de vagas doces!

Seria tua fada dos contos infantis,

seria tua brisa das colinas do Norte!



Ah! Seria tudo! Menos poeta!

Porque mais que poeta,

Musa, sereia ou cometa,

Ou ainda outro belo ser,

Eu queria ser só Tua,

Talvez a Lua,

Eu queria ser Mulher!!

Aguarela Matizada
Enviado por Aguarela Matizada em 16/07/2006
Reeditado em 05/06/2010
Código do texto: T195040

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Aguarela Matizada
Brisbane - Queensland - Austrália, 57 anos
266 textos (10830 leituras)
8 áudios (206 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 13:03)
Aguarela Matizada