Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

chamas

incendeias o padre
incendeias a madre
incendeias a musa
que em sonho criei

incendeias a rua
incendeias a lua
incendeias o sol
que pra ti desenhei

incendeias o fato
incendeias o olfato
incendeias o mato
que eu desbravei

incendeias o ferro
incendeias o berro
incendeias o altar
em que me imolei

incendeias a rosa
incendeias a prosa
incendeias o verso
que te ofertei

incendeias o livro
incendeias a letra
incendeias a luta
que enfrentei

incendeias o lustre
incendeias o lastro
incendeias o pasto
de que me fartei

incendeias o luto
incendeias o fruto
do salvo conduto
com o qual me livrei

incendeias a lama
incendeias a cama
incendeias a chama
mas bela que achei

incendeias até
o que eu tinha de fé
e também a mulher
que eu te imaginei

incendeias o vício
incendeias o hospício
que desde o início
contigo habitei

incendeias a jura
incendeias a cura
e até a loucura
a que me acostumei

incendeias a vida
e aquela ferida
que andava esquecida
mas que me enganei

vá, põe fogo em tudo
acabe comigo
pois esse é o castigo
que mais desejei

põe fim no milênio
promova o incêndio
produza o compêndio
que não publiquei
                                                                         
Aluizio Rezende
Enviado por Aluizio Rezende em 16/07/2006
Reeditado em 20/07/2006
Código do texto: T195299

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Aluizio Rezende
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
6596 textos (144452 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 16:04)