Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ÚMIDA LÍNGUA!

Úmida língua...
Percorre meus caminhos
Minhas doces delícias!
Que como mel
Escorrem para você...
Vem!

Vem sedento
Como num deserto
E descubra minha paixão
Vem... Não pára
Que meu corpo pede você
Mais uma vez!
Que meus gritos se libertam,
Que meus ais se fazem teus...
Vem!

Vem sedento
Macho... Zangão! Na busca desse néctar
Que é a vida que posso te oferecer!
Num infindável prazer
Numa delícia de querer
Só eu e você.
Vem!

Isso
Misture sua saliva nos meus caminhos
Sorve a falta que sinto de você!
Que quando secares os meus caminhos
É o seu néctar que vou beber!
E vou saboreá-lo... Gota a gota
Com minha língua audaz... Sedenta.
Minha boca a quente gruta a te aquecer
Fazendo meu corpo delirar de prazer
Vem!

Quero engoli-lo todo
Sugar do seu mais íntimo
O néctar que me alimentará!
Sou a fome de te comer
Sou aquela que te dará prazer!
E só por saber que num ínfimo momento
Pude a você pertencer
Que pude ter suas caricias
E de amor lhe falar
Dou-me por satisfeita
E volto a te poetar!

Santo André, 16.07.06 – 17:04 h
Enloucrescida
Enviado por Enloucrescida em 16/07/2006
Código do texto: T195365

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Enloucrescida
Santo André - São Paulo - Brasil
634 textos (89716 leituras)
14 áudios (2047 audições)
4 e-livros (1045 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 20:23)
Enloucrescida