Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Força estranha

No meu sentir latente soprou uma voz serena,
anunciando breve cura do meu vicio de existir,
na presença d’alguém que comigo vai repartir
meigas cores escondidas nas dobras da rotina!

A espera tardia machuca e faz supor batalhas
no encalço dele,desertos e florestas rasgando;
nos sonhos lascivos eu catav’afeto às migalhas
de teus lábios cegos,outras bocas adocicando!

Amamos só como dois sóis deitados n’entardecer,
trocand'ardentes beijos,platônicos e sigilosos,
e choramos quand’os gorjeios querem alvorecer
e nos sonhos d’amor matar os anseios carinhosos!

Em meio à bruma total dos meus sentidos oscilo
d’onde record’esse príncipe que’inda vai chegar,
mas a emoção sensual já vem minh’ alma açoitar,
neste rosal juncando aos meus pés o puro e belo!

Conheço a brasa d’olhar,a volúpia dos sorrisos,
o rio sinuoso d’intenções quase surpreendentes,
não do filme, conto, poema,arrepios deliciosos.
Vem de longe tua alma em marolas refulgentes,

muito antes do sonambular  da solidão profunda
ou de se sentir azuis florescências da saudade.
Um mistério me dá um tocante e fugitivo enleio,
trazido pelo impulso doce que d’ amor me arde!

Santos-SP-16/07/2006
Inês Marucci
Enviado por Inês Marucci em 16/07/2006
Código do texto: T195541
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Inês Marucci
Santos - São Paulo - Brasil, 54 anos
584 textos (23415 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 20:18)
Inês Marucci