Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0755 - Ao poeta

 
 
Ao poeta, dê-lhe a luz da lua,
um lápis, uma noite, uma folha de papel,
um coração que bate amor e uma saudade.


Deixe que plante a rosa na alma do mundo,
o dia na manhã seguinte da paixão
e escreva amor noutra parte da felicidade.
 
 
O poeta precisa dos barulhos que fazem a noite,
dos não(s) que deixa pelo caminho,
do verão da palavra que entra queimando a solidão.


O homem escreve, o poeta apenas copia do coração,
suas vontades, seus amores, suas dores,
assim como o perfume da noite que exala de manhã.


Ao poeta dê as essências do amor e uma musa,
da paixão, ofereça-lhe um pedaço qualquer,
depois, veja nos seus versos onde mora à vida.


17/07/2006
Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 17/07/2006
Reeditado em 17/07/2006
Código do texto: T195930
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116249 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 12:46)
Caio Lucas