Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ao menos

O amor que pude conter,
Em seu louvor dizer-te-ei
Milhões de vezes que amei.

Eu hei de me fazer cinzas,
Sem mais dias para alegrar-te
Se não houver mais dias na eternidade.

Será eterno não só enquanto durar
Este amor que queima sem doer,
Que adormece sem morrer...

A cada instante vou amá-lo
E se eternidade é para sempre assim,
Eterno é o meu amor que não tem fim.

Se o perder, eu não hei de chorar,
Pois que sei que me arrisquei ao amar,
E risco melhor que este não há.

É preferível levar esta chaga profunda
Andar pelas vagas ruas como um vazio,
Do que fechar o coração como um vadio.

Se tudo tem de ser desta maneira,
Se não pudermos ficar juntos,
Nem neste e nem em outro mundo,

Ao menos sei que te amei.
Milla Filth
Enviado por Milla Filth em 17/07/2006
Código do texto: T196043
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Milla Filth
São Paulo - São Paulo - Brasil, 30 anos
12 textos (1829 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 03:38)
Milla Filth