Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Minha pequena Ana

Te encontrei em 1993
Envolta em cobertas quentes
E esperando já esse teu amor aqui
Sou teu Elo encantando
Teu querido “quase-pai”
Que te ama e te mima de tantos modos
Espero que muitos daqui pra frente assim o façam com você
Mas que você sempre esteja em bons braços

Em breve compartilharemos nossos segredos com o resto da humanidade
E por você ser assim tão sagrada
Eu te amo e te quero cada vez mais, meu bebê

Teu perfume me vem de longe, meu amor
Sonhando ou acordado
Com teu leve beijinho de despedida ou ao meu lado em nossas brincadeiras
Você é mais do que pensa
E sempre estarei com você
No rosto daquele possível garoto que você ame
No calor das mãos de alguém de fora que diga que te ama
Porque eu escrevi singelamente tua historia, pequena Ana
E cuidei pra que a cada capitulo você cresça e cresça cada vez mais
Me perdoe apenas se por ventura eu tiver que te deixar
Era a hora
Espero que você já tenha me dito “tchau” um numero suficiente de vezes
E que esteja preparada
Pra finalmente saber quem sou
Talvez também isso não importe tanto assim
O que me eleva é ter você em minha vida
Como uma pequena flor de menina colorida

Não importa quantas cartas de amor voce escreva
Não se atreva a não permitir novas lágrimas a cair de teu puro rosto
É a presença de DEUS que te consome a cada dia
E nos te amamos por isso.
Pequena Grande Ana.
Rônaldy Lemos
Enviado por Rônaldy Lemos em 18/07/2006
Código do texto: T196546
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rônaldy Lemos
Florianópolis - Santa Catarina - Brasil, 34 anos
1173 textos (70529 leituras)
70 áudios (455 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 15:43)
Rônaldy Lemos