Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Cautela

Feche sua porta.
Passe a chave, ponha tranca,
espalhe espinhos no chão,
quebre vidros, bata pregos,
jogue o ferrolho no mar;
faça rezas, promessas, mandingas,
acenda velas, queime brasas,
use cordas, correntes, arames,
jogue o ferrolho na mata;
tape os ouvidos, feche os braços,
não olhe nem esmoreça,
negando razão à ação,
jogue o ferrolho no ar;
deixe que eu grite, que fale,
soluce em desespero
implorando meu voltar,
jogue o ferrolho em meu colo
e faça-me entrar.
Maria Luiza de Monteiro Marinho
Enviado por Maria Luiza de Monteiro Marinho em 18/07/2006
Código do texto: T196607

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link www.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Luiza de Monteiro Marinho
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
149 textos (4798 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 22:49)
Maria Luiza de Monteiro Marinho