Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SILÊNCIO

Por favor, vá embora,
não se demore,
não quero morrer,
preciso viver.

Quando for, não esqueça
de levar tudo, desde as contrariedades até
aqueles momentos
dos primórdios, os quais,
 tento entender a razão de serem
rejeitados.

Não esqueça de levar
as tristezas que provocou,
resultado de tuas razões tão contrastantes...

Leve também os carinhos que não foram feitos, e que
hoje vivem somente
na lembrança, maltratando os desejos secretos de tudo o que não aconteceu ....

Carregue para bem longe,
o princípio de
nossas vidas,as flores
ressequidas, as juras
em que acreditei..

Leve o que quiser,
aqueles gemidos produto de minhas ânsias e que ainda
perduram na mentira de
nós dois...

Leve este sentimento que sempre foi teu.
Nossos sonhos, ah! nossos
sonhos, leve-os também,
afinal, eles foram tão desiguais.

Quando for,
não olhe para trás,
para que não veja  as
 circunstâncias envolventes,
e depois, não se arrependa do único
bem que me deste em toda uma existência,
o silêncio...

Silêncio..,como se ele
não fosse meu,
em todo esse tempo...








Wil
Enviado por Wil em 19/07/2006
Código do texto: T197169
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Wil
São Paulo - São Paulo - Brasil, 81 anos
2615 textos (84542 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 08:27)
Wil