Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Enciclopédia dos Lamentos

É uma pena...

Perceber que a tua indiferença
Lentamente está a consumir o meu Amor
E que o coração cheio de paixão
Começa a ficar sózinho
Desencontrado do seu destino
Afogado na sua própria dor

É incrível...

Perder o que achamos ser nosso
Lançar ao vento sentimentos tão nobres
Só porque a traição de estranhos
Foi maior do que todas as causas
Não percebendo Tu que o ser humano
Apesar de forte e paciente
Não resiste imune a todas as batalhas

É estranho...

Achar que Tu não entendes
Que o nosso afastamento
Não é apenas isso, mas sim
Um mar que se poderá tornar intransponível
Se não existir coragem para através dele atravessares

É dificil...

Continuara a Gostar de Ti
Quantdo todos os teus presentes estão ausentes
Sendo a minha vida não um conto
Outrora de Fadas
Mas um monólogo tristonho e solitário
Sobre alguém sentado à soleira do Amor
E não Principe e Princesa juntos
Porque não um final feliz?

E Tu...

Na tua lógica sem sentido algum
Tentas esquecer o passado
Afirmas não conseguir viver o presente
Apesar da nossa história
Como se tivesse sido banal
Não considerando a minha entrega existencial
Sem teres noção do que estás a fazer connosco

E Eu...

Vou vivendo os dias na agonia
De quem espera mas que sabe ter perdido
Algo que um dia achou ser seu
Não fosse alguém desistir
De acreditar na Felicidade
Daquela que acenava à janela
Que lhe esticava a mão
E que estava tão simplesmente ao alcance
Do seu coração
Sonya
Enviado por Sonya em 19/07/2006
Reeditado em 04/08/2006
Código do texto: T197430
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Sonya
Portugal, 34 anos
170 textos (17292 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 04:02)
Sonya