Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto



AMO-TE APESAR!!!

               TÂNIA AILENE



Nem sempre o amor tem expressão

ele nunca é limitado, nem tem prazo de validade

vencidos somos sem atenção

à destruição que a vida impõe...

Dói em mim e em ti, ou será que esqueceu?

O aconchego, frases ditas numa má hora

a decepção causada por futilidades

a falta de nunca poder nada ou não estar afim...

A tristeza num olhar diz muito mais que mil palavras

cobrança sem querer entender os sentidos ausentes

o meu corpo não funciona como o seu...

Aqui ou tem sentimento aberto, sólido, e desejo

ou não vou transar por transar...

Sinto corpo arder

mas não é toda hora que vou te querer

isso é respeito, um carinho vale muito mais

que mil relações sem nem saber o porque.

Amo-te apesar...

De tudo, te quero, te respeito

mas não vou fazer por fazer

tudo tem um porque...




¡TE AMO DESAFÍO!

TÂNIA AILENE


Ni el amor tiene siempre expresión que
nunca es limitado, ni tiene loosers indicados validez
del período que estamos sin la atención
a la destrucción que la vida impone…
Duele en mí y usted, ¿o será que se olvidó?
Aconchego, las frases dijeron sobre una mala hora que
la desilusión nunca causó para
los futilidades la carencia de poder nada o no ser la meta…
La tristeza en una mirada dice mucho más que la colección de mil
palabras sin el deseo entender las direcciones ausentes
mi cuerpo no funciona como su…
Aquí o él ha abierto la sensación, sólido, el deseo o
yo de e no va a colocar para colocar…
Siento el cuerpo al arder
pero no es toda la hora que voy a desear esto
a usted soy respecto, un valle del afecto mucho más
que mil relaciones fuera ni sabiendo porque.
Te amo a pesar de…
De todo, Le deseo, usted respeta
pero no voy a hacer para hacer
todo tengo uno porque…





16/07/2006
TÂNIA AILENE
RIO DE JANEIRO





http://www.umnovoencontromusical.com/internacionais/LionelRichie-Lady-UNEM.mid
Tânia Ailene Nua Poesia
Enviado por Tânia Ailene Nua Poesia em 19/07/2006
Reeditado em 29/03/2012
Código do texto: T197431

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Tânia Ailene Nua Poesia
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
886 textos (30278 leituras)
28 áudios (1362 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 17:55)
Tânia Ailene Nua Poesia