Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto





"O SILÊNCIO ME ACOLHEU"


Depois da chuva, as nossas flores caíram
com o calor do sol, morreram as que ficaram,
nosso jardim que já foi lindo um dia
só as lembranças do jardim restaram.

Quantas tardes de domingo, eu ali fiquei
tocando cavaquinho, abraçado com você,
quantas canções de amor, no jardim cantei
minha esperança é que ele venha renascer.

Depois da perca do jardim, nosso amor muchou
sem as flores pra falar, sem sua boca pra beijar,
fui viver na solidão... bem longe daqui...
eu fui viver no alto mar.

O silêncio me acolheu... a paz reinou em meu ser
novamente eu regressei, e no momento que cheguei,
o nosso jardim floriu, as flores desabrocharam
e o nosso amor renasceu, e novamente te beijei.

O mundo tomou novos rumos, novas cores
o mar tinha outra cor, o céu era mais azul,
o nosso inesquecível jardim era só flores;
e o tempo parou, para nos ver felizes.






Antonio Hugo
Enviado por Antonio Hugo em 19/07/2006
Código do texto: T197680
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Antonio Hugo/ site: www.antoniohugo.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Antonio Hugo
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 59 anos
3870 textos (257166 leituras)
185 áudios (36329 audições)
9 e-livros (7402 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 07:12)
Antonio Hugo

Site do Escritor