Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DOCE LUSITANA

Há um triste trovador
sob essa luz tênue e fria
dessa Lua a cortejar,
a noite longa e vazia.

Há uma luz a evaporar-se
varando a veneziana ,
é lá o quarto onde dorme
minha doce Lusitana .

Quando fala , é Coimbra,
quando passa , é o Tejo,
nas olivas dos seus olhos
muito tempo eu já velejo!

Soluçando em redondilhas
que o vento manda de longe,
escrevo soturnamente  ,
em minha torre de monge.

Calo-me pois, ante a fama
de Trajano e Alexandro ,
mas não me calo nos versos
a dizer que estou -lhe amando!

Navegar sei que é preciso,
do porto ao mar além ,
Conquistar terras é fácil ,
difícil , é ter o seu bem !

Há uma luz a evaporar-se
varando a veneziana ,
é lá o quarto em que dorme
minha deusa lusitana !


SBC-SP-José Alberto Lopes
19/07/2006
José Alberto Lopes
Enviado por José Alberto Lopes em 19/07/2006
Código do texto: T197701
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Alberto Lopes
São Bernardo do Campo - São Paulo - Brasil
594 textos (36532 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 02:25)
José Alberto Lopes