Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Amor que ser como amigo

Não querido, tão somente vos conto agora
Que amigo, não o quero e embora
me ofereças tal presente sincero
Ainda assim vos respondo: - não o quero!

Mas não penses que... não me julgues ingrata
Que se querido, se te escrevo tal sonata
é que ‘inda sinto, acredites, o pejo!
De recusar-te amizade! Mas entendas meu desejo!

Se me lembras, querido, não poder me amar
Não me julgues pelo que digo... põe-se primeiro a escutar
Só vos quero como amor, já tenho um bom amigo
E por não ter nenhum amor... entenda esse meu pedido!
dhália
Enviado por dhália em 20/07/2006
Reeditado em 20/07/2006
Código do texto: T198076
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
dhália
Salvador - Bahia - Brasil
238 textos (5113 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 16:14)
dhália