Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Fui, Sou e Serei




02/04/1978.


Fui, sou e serei.
Fui quem mais te amou,
Sou a que mais te quero,
Serei teu consolo eterno.

Fui a que por ti sofreu, chorou,
Fui a que mais te ofereceu, a vida, a alma, o corpo.

Fui a que te deu amor verdadeiro, amor puro, singelo e sincero
Amor belo, desinteressado e compreensivo.

Fui a que sonhou ser tu que penetrava em meu santuário da virgindade, e sorria ao ver que eras tu quem o profanavas.

Sou a que mais te oferece, o perdão, amor e amizade.
Sou a que mais te quer, a que ainda te ama.

Sou uma flor cara, em solo árido, que implora pelo orvalho de teu amor,
pela chuva dos teus beijos, de teus carinhos.

Sou a que tem esperança de te ter eternamente.

Serei teu consolo, o vulto que acompanhará alegremente,
À lembrança, que te ofereceu tudo.

Serei teu triunfo, teu orgulho, fonte de tua inesgotável ambição.

Sim, meu amigo, és terrível, és ambicioso, orgulhoso, e o pior,
és mentiroso para teu íntimo.

Acho que nunca fizeste, de ti próprio, uma análise fria,
pois teu coração é bom, bem diferente do que aparentas ser.

Mas, o amor é cego.
Já é noite, meu amado, e penso em te ter inteiramente,
como é meu jeito de amar.
Livre, mas eternamente, liberdade a dois que se amam.
Pena que tu nunca pensaste em mim.
Edilene Barroso
Enviado por Edilene Barroso em 23/07/2006
Código do texto: T199884

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Edilene Barroso
Campinas - São Paulo - Brasil, 53 anos
192 textos (21457 leituras)
12 áudios (4784 audições)
5 e-livros (337 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 12:20)
Edilene Barroso