Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Dedilhando as horas

DEDILHANDO AS HORAS

Quando este olhar se perde ao longe
resta dedilhar as folhas soltas
caídas no outono das horas idas

As mesmas horas que me vi feliz
me fazem agora refletir
neste amor que me quis

E os dias que se erguem para nós
são incertos dedilhados de segundos
qual canção perdida nas notas
que não querem se revelar

E olhar assim estes olhares
sequiosos de ser feliz
de querer sentir a vida
de simplesmente viver
um grande amor
tão complexo esse querer
que as horas dedilhadas
cantam as emoções
do febris corações
que dilaceram os corpos
de tanto prazer

E os dias que se erguem para nós
são tão intensos
quanto esse querer
meu por viver
você por me ver
e eu amar você...
NENINHA ROCHA
Enviado por NENINHA ROCHA em 24/07/2006
Reeditado em 09/08/2006
Código do texto: T201177
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
NENINHA ROCHA
Guarapuava - Paraná - Brasil, 56 anos
310 textos (10915 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 16:08)
NENINHA ROCHA