Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A gente passa...

A gente passa a vida toda procurando
uma tal felicidade que não tem idade.

A gente acha, inocentemente, que ela,
tão esperada, é o êxtase dos sentimentos.

Então a gente se engana até o dia que descobre
a dor maravilhosa de amar por inteiro.

Nem a tal esperada felicidade cabe na gente,
porque o amor, inteiro, é absoluto e implacável...

Queima o peito no sorriso de quem espera, e a lágrima,
faz carinho na impossibilidade posta, de nunca mais viver distante.

A única coisa que alivia é poder estar só e pensativo,
para não desviar nenhum fragmento de energia da pessoa amada.

A gente passa a vida procurando
e quando encontra nem dá mais para assustar...

É uma embriaguez constante, uma dependência tão ardente,
que uma fragilidade incoerente ativa a vontade que não passa.

Amar assim é coisa de gente grande,
que nada tem a ver com melhor idade.

É saber reconhecer da vida a eternidade do instante,
roubando o momento que se faz para sempre.

A gente passa a vida procurando,
até que encontra somente naqueles braços e entrelaços...

a razão essencial da própria vida, que só faz sentido porque a paz desse amor existe: em fogo, em água, em ar que por vezes falta... e em LUZ!

Com você meus dias são azuis.
Eu também me tornei azul, sem perder jamais o cor de rosa.
Márcia Beatriz Prema
Enviado por Márcia Beatriz Prema em 25/07/2006
Reeditado em 08/08/2006
Código do texto: T201808

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Márcia Beatriz Prema
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
83 textos (11202 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 03:55)
Márcia Beatriz Prema