Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Tão-Somente Amor

Amar-te é poder tocar-te mesmo que por um instante,
Em um segundo contemplar teu olhar e permanecer a todo instante relembrando sua magia.
É inebriar-me com teu riso, extasiando-me a alma;
Senti-lo tão perto mesmo a toda distância que de ti me encontro,
Contendo o desejo da minha alma e do meu coração de gritar todo meu amor.
Meus olhos tentam ocultar,
Meus lábios emudecem;
Minhas mãos tornam-se inertes.
Meu coração quisera deixar de acelerar cada vez que o vejo;
Minhas pernas tentam afastar-me, mas são arrastadas ao teu encontro.
Todos os caminhos levam-me a ti!
Em todos os sonhos, nos planos mais simples estás presente.
Quando contemplo a lua, lembro-me de ti;
Quando o sol se põe e cai à noite, me pego a pensar em ti.
Na aurora do amanhecer és minha primeira lembrança,
E não tenho dúvidas, que é tão-somente amor!

*Esta poesia faz parte do Livro Simples Poesia publicado pela Editora Protexto. Tendo todos os direitos autorais reservados.
Anne Monteiro
Enviado por Anne Monteiro em 26/07/2006
Reeditado em 17/04/2008
Código do texto: T202184
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Anne Monteiro
Igarapé-Miri - Pará - Brasil, 41 anos
190 textos (63888 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 19:26)
Anne Monteiro