Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Eu estava só

Eu estava só
Até aquele dia
Como aconteceu não sei
Só que você estava bem ali
Inquieta, desconfiada me olhando.
Como se eu fosse um bicho raro
Só que não entendia o porque
Pois eu não conhecia você
Tampouco você me conhecia
Como não entendi suas palavras
Ásperas contra minha pessoa
Das palavras passou para agressão
Só que errou, o alvo não era eu.
Ao me chamar pelo nome se denunciou
A pessoa que você queria era outro
Mas ouvi tudo o que tinhas a me dizer
Então resolvi partir para a briga
Ou melhor, dizendo, parti para o abraço.
O único meio que encontrei para fazer justiça
Foi calando sua boca com um longo beijo
Você não queria, mas acabou cedendo.
Sei que foi no meio de tapas e beijos
Só que nunca mais se afastou de mim
Agora diz que só ficou para me castigar
Bem se você acha que isso e um castigo
Eu quero este castigo para toda vida...

Vovonei
Balneário dos Prazeres: 26/07/06













Volnei Rijo Braga
Enviado por Volnei Rijo Braga em 27/07/2006
Código do texto: T202818
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Volnei Rijo Braga
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil, 69 anos
2314 textos (147484 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 07:53)
Volnei Rijo Braga