Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto




PARTIDA
 
Eu parto com o vento que lá fora sopra...
Desfaço minha matéria,
desato os sentimentos que aqui me prendem.
Dos lençóis da terra farei meu leito...
 
Desfeitos os fios de conexão dessa etapa,
do amor - levarei saudades,
da dor - a paciência na espera da cura,
dos sonhos - ficarei com a essência,
que  por pura necessidade foi meu açude,
no deserto da solidão e nos fins do meu tempo.
 
Dos poucos momentos aqui vividos,
a certeza da efemeridade
e da minha finitude...
 
Após a desmaterialização,
serei pó que a brisa noturna dissolverá...
 
Mas na ventura das asas do mistério
que envolve esse espaço, a alma viverá
envolta na sensibilidade que a manteve
 livre da insanidade, sempre a espera
de novos plantios e colheitas,
num mesmo ciclo de aprendizagem:
VIDA,
MORTE,
ETERNIDADE...

2006



Anna Peralva
Enviado por Anna Peralva em 27/07/2006
Reeditado em 26/10/2009
Código do texto: T203285
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Anna Peralva
São Gonçalo - Rio de Janeiro - Brasil
1582 textos (60711 leituras)
3 e-livros (572 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 02:22)
Anna Peralva