Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Despedida

Eu vou nesse ônibus que vem
até à estação pegar o trem.
Ela deve estar por lá a me esperar.
Nem sei se é bom eu lhe falar.

Sinto que não posso lhe dizer.
É melhor deixá-la sem saber
que vou pra longe e que não devo mais voltar,
pois ela, eu sei, não vai suportar.

Mas, agora vou ter que me preparar.
Os seus lindos olhos vão me encarar
e pedir ao chefe pra se esquecer
de me avisar que o meu trem já vai correr.

Um lencinho branco vibrando no ar,
eu fazendo força para não chorar.
E a maldita incerteza que vou ter:
eu sei que volto, mas não sei se ela vem ver.

Não devia ter falado com ninguém
que é hoje que viajo neste trem.
Tomara que ela não esteja na estação.
É que não quero ser chamado de chorão.

Porém, não sei se vou poder partir
se dela não puder me despedir.
Aquele rosto, aquela voz que vai falar:
"meu bem, eu também quero viajar".
Aluizio Rezende
Enviado por Aluizio Rezende em 28/07/2006
Reeditado em 28/07/2006
Código do texto: T203680

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Aluizio Rezende
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
6596 textos (144479 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 12:59)