Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ARDO POR TI

                              A ti, sim a ti…
                                ARDO POR TI

Pois tal como as minhas amadas estrelas
Vejo-te a ti
Vejo-as a elas
Sinto ambas
Mas apenas posso isso…
Vê-las…

Na impossibilidade de um toque
A quem eu tanto gosto
E ao mesmo tempo
Me custa estimar
O reino das impossibilidades
Sempre foi o meu
E é lá…
Que eu costumo andar

Porque há uma chama
Que brilha no meu peito
Quer esteja no poço
Ou noutro lugar
Onde caiba
Onde não incomode
Onde a todas der jeito

Porque a minha alma
É por todas estimadas
Sendo o corpo um acessório
Que nada dá jeito
Nada…

Nesta louca dualidade de sentidos
Sei que vos queria
Ambas comigo
Sendo por isso que escrevo melhor
Sempre os dias do amanhã
Onde não há dor…
De um futuro que não viverei
Pois…
Ao fim ao cabo

Na minha demente ficção
Ao menos lá
Feliz serei
Por isso em copos
De vertigem alucinatória
Em poemas
De realidade alienatória
Em companhias
Meramente ilusórias
Ardo por só
Um algo
Porque a minha vida não passa disso
Um desfilar infinito
De perdidas vitórias…
Miguel Patrício Gomes
Enviado por Miguel Patrício Gomes em 28/07/2006
Reeditado em 28/07/2006
Código do texto: T203795

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Miguel Patrício Gomes
Portugal
5077 textos (170314 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 17:51)
Miguel Patrício Gomes