Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Esperança

A porta sorri:
Eu retribuo.
O portão me chama:
Eu vou, vou...
Não posso deixar de ir!
A esquina me acena:
Eu caminho, devagar...
Devagar, mas entro na cena.
A rua de cima grita:
Meus ouvidos atendem ao apelo...
Pois sinto o Amor, mesmo sem tê-lo!
O horizonte da cidade, longe,
Tenta aproximar-se,
Mas está tão distante,
Que se eu não estacasse,
Não seria um ser pensante.

Parei.
Estou parado na esquina.
Olhando o horizonte lá em cima.
Esperei.
Espero...
        você vai chegar...
Elias Araujo
Enviado por Elias Araujo em 28/07/2006
Código do texto: T204128
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Elias Araujo
Américo Brasiliense - São Paulo - Brasil, 46 anos
29 textos (1213 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 10:14)
Elias Araujo