Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NOTURNO (EM VERSOS LIVRES)





Desta canção de amor que vem de longe,

Ouve os acordes puros, de cristal;

São palavras não ditas, no silêncio

Das madrugadas frias de minh’alma!


Sente, no espaço, a vibração fugaz,

Em ressonância com meu bem-querer;

No tom menor, escuta a minha voz,

Na solidão, das noites mal dormidas.


É a música da vida, que vivi

A teu lado, num sonho já desfeito;

Foi prelúdio de amor, foi serenata,


Foi canção de ninar, no alvorecer!

Sinfonia de luz e de saudade,

Hoje é o Noturno de minh’alma triste...
Marcos Coutinho Loures
Enviado por Marcos Coutinho Loures em 28/07/2006
Código do texto: T204249
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marcos Coutinho Loures
Muriaé - Minas Gerais - Brasil, 80 anos
29 textos (3212 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 16:02)