Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Nó da Saudade

Estive de mente fechada
não deixando meu sentir
aflorar à consciência
pois que o desejo acende
e a sua  falta doí
Me pergunto o que fazer
dessa imensa saudade
que ocupa meu sonhar
importuna minha alma
faz bater meu coração
Reconheço a solidão
a cada passo que dou
onde só eu caminho
por atalhos destruídos
que  sempre me levam ao nada
Vou embrulhar  lembranças
com papel de fantasia
amarrar com nó de lágrimas
dar um laço no sofrer
e jogar para o nunca mais


Maria Luiza de Monteiro Marinho
Enviado por Maria Luiza de Monteiro Marinho em 29/07/2006
Reeditado em 29/07/2006
Código do texto: T204640

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link www.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Luiza de Monteiro Marinho
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
149 textos (4798 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 06:23)
Maria Luiza de Monteiro Marinho