Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TESTEMUNHAS

O céu que um dia fez
parte de sua vida,
participou da minha também,
só que com asfixiantes lembranças.

A lua que nos ofereceu
seus deleites nas noites
de vigílias, ela continua
viva em meu pensamento,
ainda não morreu,
permanece cintilante....

As madrugadas que
 nos acolheram com
tonalidades festivas,
continuam existindo e
realçando as lembranças
em minha vida.

O mesmo talo que
um dia
gerou uma flor,
símbolo de nosso sentimento,
continua sendo o eterno
esteio de néctar,
nutrindo outras flores
as quais, procuram novos destinos,
em razão de nossos desatinos.

A areia naquela praia
aconchegante em nossas
noites de verão,
a mesma que silenciosamente nos
serviu de colchão,
ainda guarda as marcas
de nossos corpos
emoldurados no chão.

E...depois, uma distância,
um silêncio profundo,
um rolar contínuo
sem nada encontrar,
uma solidão embriagante
trazendo consigo requintes
alucinantes...





 
Wil
Enviado por Wil em 29/07/2006
Código do texto: T204820
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Wil
São Paulo - São Paulo - Brasil, 81 anos
2623 textos (84628 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 00:54)
Wil