Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Jurei que pudesse esperar mais

Após uma noite feliz no centro velho de São Paulo, ainda de pé, bebendo vinho e conversando com outros poetas depois da noite boemia:

Já trovei amores
Em bares boêmios
Mas somente a
Madalena motivou
Meus sublimes e
Desafetuosos verbos.
... E como era bela
Aquela ruiva com
olhar azulado...
Deixou-me consternado
Sem respostas.
E poderia ficar de outro modo?
A lua rejuvenesceu
nossa noite com sua luz
Entre mil e sessenta "apês"
As curvas do Copan
se confundiram com as dela
E deixei meus versos
Pra tí encantar.
Ela se assentava
Cada dia mais
sobre meu pensamento.
Concretizou sua líbido,
Alimentou meus anseios,
E desferiu sobre minha solidão
algumas horas de prazer...

–Querido Jonny, por favor outra dose de Carbenet!
José Luís de Freitas
Enviado por José Luís de Freitas em 30/07/2006
Código do texto: T205226

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Luís de Freitas
Diadema - São Paulo - Brasil, 32 anos
466 textos (177574 leituras)
28 áudios (28236 audições)
1 e-livros (111 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 15:59)
José Luís de Freitas