Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Será que estou apaixonado?

Por que achas que não te amo?
Por deixar-te só? Sozinho também estou.
Confinado a este cárcere escuro, ao breu de meu coração amargurado.
Mas então que surge a luz e meu coração afogando-se na pez negra
Volta a respirar esperançoso, recobrando o fôlego há muito perdido.
Mas quem és você? Que pensas de meu amor? Que queres de meu coração?
Penso que não importa... esta pergunta não tem sentido... não deves ser feita a ti.
Mulher que deu-me nova vida, que salvou meu coração.
Amo-te minha bela.
Paulo Martiniano
Enviado por Paulo Martiniano em 01/08/2006
Código do texto: T206807
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Paulo Martiniano
São Paulo - São Paulo - Brasil, 32 anos
36 textos (10665 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 14:19)
Paulo Martiniano