Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

INCERTO É ACHAR...

Dunas
Runas
Algo mais
Será que sou capaz?

É pura estação
É adivinhação.
E quanto ao meu destino
Qual verdade à frente?
Pobre peregrino
Nos percalços da vida
No pseudo da mente

Sim, acho que sou capaz
Pois o verso que me apraz
É a forma que encontrei para escrever
E assim dizer
Cólera, incerteza e até resquícios
Do resto do meu prazer
Por assim dizer

Mas, quem sabe quando?
Ou mesmo
Em que certo instante?
A vida em seu estado indiferente
Acolherá no terno seio
Esse inconstante
Sem esquecer
Toda essa pobre gente
O Guardião
Enviado por O Guardião em 02/08/2006
Reeditado em 31/08/2006
Código do texto: T207387
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
O Guardião
São Paulo - São Paulo - Brasil, 51 anos
364 textos (34441 leituras)
13 áudios (2409 audições)
2 e-livros (1988 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 08:49)
O Guardião