Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NA CALADA DA NOITE...


E a fêmea deixou seu ninho
Incerta sem ter caminho
Só sombra de uma mulher
Sem rastros, sem nada mais
Do frio de canto sozinho 
Seu sonho deixou pra trás

E nova fragrância no ar
E as curvas da fêmea a bailar
Sou teu animal, que à espreita
Exala orgasmo e atração
Te acoa por entre as esquinas
Da fome do teu coração
 
Teus trajes, num jogo voraz
Das Runas a te dizer
Paixão que queima a lua
Da presa a me espreitar
Na dança do sexo…Nua
Razão suave do Ser
 
E mesmo sem entender
Dos uivos a me chamar
Que sangra por entre as pernas
Mas num olhar de soslaio
Alcança as minhas mãos
Do ultimo gesto em sorver
 
Te transo por um segundo
E sou tua razão de viver
Oh bela femea que agora
Encontra a fera que outrora
Pra te trazer ao meu mundo
E nunca mais te perder

 
O Guardião
Enviado por O Guardião em 03/08/2006
Reeditado em 28/05/2015
Código do texto: T208096
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
O Guardião
São Paulo - São Paulo - Brasil, 51 anos
364 textos (34437 leituras)
13 áudios (2409 audições)
2 e-livros (1988 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 02:54)
O Guardião

Site do Escritor