Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LAMÚRIA

Ouvi somente minha razão,
deixei de escutar
o que sempre me rodeou,
a voz de um coração.

Fixei uma meta a seguir,
conforme minha forma
de agir, não aceitei
conceitos em todos os
momentos, ainda que sendo
os mais corretos.

Não consegui ver
a beleza do sorrir,
que ornava o
semblante de quem
embalsamava os ares.

Deixei de experimentar,
o aconchego,
o acalento dos dias
que se tornaram opacos,
assim como as embarcações quando
turvam as águas.

Como seria bom agora,
ter quem enxugasse
 as lágrimas que caem,
que se convertesse
em um ombro amigo,
mesmo que por segundos.

Quem me dera poder
deitar meus queixumes
sem receios, os mesmos
que os astros guardam
em segredo...

Como seria bom,
ter idêntico brilho
da estima,que não sei o porquê
acabei desprezando ...
































































































 






















Wil
Enviado por Wil em 03/08/2006
Código do texto: T208437
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Wil
São Paulo - São Paulo - Brasil, 81 anos
2613 textos (84504 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 02:48)
Wil