Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Se você for a deusa dos poetas...

Se você for a deusa dos céticos
Dos erráticos, dos descrentes, dos loucos e dos poetas
Leve-me para o Olimpo
Contigo fico e prometo: Não atrapalho
Fico quieto. Não mexo na sua gaveta de raios
No seu estoque de chuvas
E não duvido da sua divindade
Contigo iria, mesmo que fosse eterna
E eu morresse logo
Mesmo que fosse por uma vez.
Quiçá mais
Mesmo que você me mandasse de volta
Logo após
Mesmo que você não tivesse tempo
Fazendo vento
E tivesse que atender todos os querentes de ti

Se você for a deusa dos céticos
Dos erráticos, dos descrentes, dos loucos e dos poetas
Contigo ficaria
Mesmo que não tivesse tempo para minhas feridas
Se não me desse colo
E me visse apenas como um ser do solo
Pequeno
Mesmo assim ficaria
Só te pediria pra não me fazer anjo
Pra me deixar completo
Pra que certo dia, cansada da labuta
De dar alento a todos
Atrasasse o tempo, certa feita,
E me pedisse companhia
Que me pegasse pela mão e me levasse ao campo
E ali esqueceria nossas diferenças
Todas as pendências
Beijaríamos bocas, rolaríamos na grama
Seríamos céu-e-terra/ semente
Mesmo que fosse uma vez
Uma só. Quiça mais, se fosse o caso
Se gostasse
Se não me mandasse de volta
Imediatamente





Raul Los Dias
Enviado por Raul Los Dias em 04/08/2006
Reeditado em 04/08/2006
Código do texto: T208847

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Raul Los Dias
Argentina
512 textos (75901 leituras)
1 e-livros (178 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 02:07)
Raul Los Dias