Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Não demores muito... 

Palavras descabeladas povoam a lembrança
como se fossem algazarra de crianças
mas certa de que você as disse, que eu ouvi
insisto em esperar-te, não posso desistir...

É bem verdade que uma opção colocaste
de ficar para outra vida o nosso encontro
mas é preciso que saibas, a minha passagem
está marcada para muito longe, em outro ponto.

Não podes deixar pra depois, tem que ser aqui
escuta os violinos da minha alma
venha comigo, todo esse som repartir
ensinaremos um ao outro, a magia de ser feliz.

Mas não demores muito... pode não haver tempo
que o tempo é como a névoa das manhãs de inverno
ou como as brumas que tomam conta do meu mar
quando menos se espera, se percebe... não há mais.

Santos, 07.04.2006_9:45 hs
Tere Penhabe
Enviado por Tere Penhabe em 05/08/2006
Código do texto: T209696

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Tere Penhabe
Santos - São Paulo - Brasil, 61 anos
252 textos (25810 leituras)
5 áudios (601 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 15:43)
Tere Penhabe