Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

na madrugada o passado rumina

quero te dar
sou eu que concedo
e tu sabes disso
cão submisso
quero que fiques
de pires na mão
quero a inversão
de todo o comando
agora, eu que mando
vai, te ajoelha
mete a língua
na minha buceta
e não se intrometa
na minha vontade
não tenho idade
pra ser tua mãe
mas tenho idade
pra ser tua puta
seu filho da puta
come meu cú
e não discuta
se eu te impedir
se eu fizer de conta
que não vou te dar
quero que estejas
ao meu dispor
quero o estupor
da tua surpresa
quero-me presa
do mais baixo instinto
quero estuprar
a tua vergonha
quero que ponhas
o pau no meu grelo
quero entretê-lo
com a esfregação
quero a canção
que o tempo durar
enquanto isso
quero trepar
durante o tempo
que durar a canção
Aluizio Rezende
Enviado por Aluizio Rezende em 06/08/2006
Código do texto: T210719

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Aluizio Rezende
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
6596 textos (144497 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 14:35)