Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sonho

   
 
     
DISTRAÍDAMENTE, PASSAVA PELA VIDA

COMO ALMA SEM RUMO, PERDIDA.

AMORES, QUEM SABE, TALVEZ NENHUM

A  FALTA COMPENSAVA  TALVEZ  POR ENCONTROS

CASUAIS , VEZ OU OUTRA, UM.

FALTA NEM TANTO SENTIA

PRENDER À ALGUÉM, DE JEITO ALGUM

O ACASO NÃO AVISA

O CORAÇÃO NÃO TEM  BALIZA

SABE SE LÁ COMO SE DEU

MAS O FATO, SIM, OCORREU.

A VI PELA RUA DESCER

CABELOS  AO VENTO ESVOAÇAR

AO SOL MADEIXAS CLARAS ,  BRILHAR

COMO POR ENCANTO, UM OLHAR

CORAÇÃO A PALPITAR, BATER, DESCOMPASSAR

SERIA ESSE O ATREVIMENTO

DE TÃO NOBRE SENTIMENTO ?

TOMADO DE REPENTE

RAZÃO, COMO SEMPRE, AUSENTE

FRÊMITO , GALOPE, RÉDEAS SOLTAS DO PENSAMENTO

VOA LARGO NA IMENSIDÃO DO FIRMAMENTO


EU, OUTRA VEZ,  DESATENTO.

DE SÚBITO O INAUDITO CLAREAMENTO

PAIXÃO AVASSALADORA, INCONTROLADA

ADRENALINA SOBE, É  ATIVADA

AFLORA O MAIS SUBLIME SENTIMENTO.

PARA MINH'ALMA, UM LINIMENTO.

FELIZ E SUBLIME MOMENTO

ENFIM, OUTRA VEZ VEZ APAIXONAR

NADA MAIS IMPORTA

SÓ QUERO ME ENTREGAR .
GDaun
Enviado por GDaun em 07/08/2006
Código do texto: T210830

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
GDaun
Lupércio - São Paulo - Brasil, 72 anos
653 textos (42994 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 04:25)
GDaun