Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

REDE

Veio o Sol nascente naquele horizonte
do meu olhar baço, perdido em mormaço...
Neblinas profusas em cores difusas...
e eu adormecendo, de tanto cansaço!...
Devagar, ao longe, vem detrás do monte
o meu Sol em luzes de versões confusas;
doía a lonjura, a noção de espaço!
Banhavam-me o espírito as vozes e escusas;
cegavam-me as cores brilhosas da ponte...
O ser que me surge é divino e escasso,
seu verbo é basco; a voz, ondas reclusas...
Seu olhar, indizível; nada que se conte...
Rede, Sol... seu toque!... E enfim o pedaço
do pulsar da vida, escondido em recusas!
Vida à qual me rendo ao seu cerne, à fonte
do Amor que me acolhe em seu terno regaço... 

"Rede" - ao mistério nascido em 84

Com amor, 

DIREITOS AUTORAIS RESERVADOS. PROIBIDA A REPRODUÇÃO, CÓPIA OU PUBLICAÇÃO SEM A AUTORIZAÇÃO EXPRESSA DA AUTORA.



Christina Nunes
Enviado por Christina Nunes em 07/08/2006
Reeditado em 26/09/2006
Código do texto: T211446
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Christina Nunes
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
569 textos (125860 leituras)
8 e-livros (5720 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 02:16)
Christina Nunes