Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ROSANA

Como não amar quem é como você,
cheia de trejeitos e fasceira.
Na nossa casa sempre maneira.
Como não amar quem é como você?

Eu, simples poeta tenho a meta,
de fazer desses versos bonitos
para você, o chocolate choquito.
Eu, simples poeta tenho a meta.

Quanto mais eu enfeito do meu jeito,
sai fora de forma o poema Rosana.
Para escrever do meu amor bacana.
Quanto mais eu enfeito do meu jeito.

Quero bela rima neste clima,
só para escrever eu te amo
e para voê eu sempre declamo.
Quero bela rima neste clima.

Encerrando estas mal traçadas linhas,
fica aqui, Rosana, registrado meu amor,
que não é pouco, é mais que muita flor.
Encerrando estas mal traçadas linhas.

Faz parte do Livro ELDORADO - Coletânea de Poemas, Crônicas e Contos da www.celeirodeescritores.org
Arlindo
Enviado por Arlindo em 08/08/2006
Código do texto: T211703

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Arlindo
Itapetininga - São Paulo - Brasil, 55 anos
42 textos (1949 leituras)
1 e-livros (48 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 22:55)