Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Clara

Clara
de sal e trigo,
silhueta de luz,
esfinge de areia.
Guardiã do mar do sul,
teus olhos oceânicos
timbram estrelas
nas noites conquistadas.

Clara
de aurora antecipada,
solene, o verão te inaugura
na invasão dos girassóis,
as abelhas te desenham no espaço,
e, por ti, as manhãs da orla
garimpam sol
na ourivesaria das laranjas.

As romãs maduras de esplendor
rompem os estojos carregados
e derramam diamantes
na relva para ti.
As margaridas, as pequenas margaridas,
órfãs de jardim e jardineiro,
habitam as casas abandonadas
para saudar tua chegada.

Clara,
todos os recantos do domínio marinho
restabelecem ateliê e oficina
porque o estaleiro das estações
prepara o verão
para que a praia te celebre
princesa das areias,
senhora absoluta de toda poesia
que o mar armazenou.
 
Vaine Darde
Enviado por Vaine Darde em 08/08/2006
Código do texto: T212215

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Vaine Darde
Capão da Canoa - Rio Grande do Sul - Brasil
543 textos (83357 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 01:03)
Vaine Darde